Quem eram os NICOLAÍTAS na Bíblia

nicolaítas

Quem eram os nicolaítas que a Bíblia cita?

(1) A primeira citação que temos dos nicolaítas está em Apocalipse 2:6: “Tens, contudo, a teu favor que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio”. Aqui Jesus Cristo está destinando algumas palavras a igreja de Éfeso. O elogio feito por Ele a essa igreja é que ela rejeitava de forma muito forte os ensinos dos nicolaítas. Esse primeiro texto não nos dá muitas informações. Mas uma informação clara que temos aqui é que esse grupo assediava as pessoas com ensinos que eram do desagrado de Deus, que eram contrários ao evangelho verdadeiro.

 

 (2) A segunda e última citação que temos dos nicolaítas na Bíblia está em Apocalipse 2:15: “Outrossim, também tu tens os que da mesma forma sustentam a doutrina dos nicolaítas”. Cristo critica aqui a igreja de Pérgamo, onde eram aceitas doutrinas estranhas ao evangelho. Nesse texto Jesus relaciona a doutrina dos nicolaítas com as doutrinas pregadas por Balaão no Antigo Testamento: “Tenho, todavia, contra ti algumas coisas, pois que tens aí os que sustentam a doutrina de Balaão, o qual ensinava a Balaque a armar ciladas diante dos filhos de Israel para comerem coisas sacrificadas aos ídolos e praticarem a prostituição” (Apocalipse 2:14).

 

(3) Isso nos leva a crer que os nicolaítas eram uma seita, ou seja, um grupo de pessoas que seguia certas doutrinas que misturavam alguns tipos de ensinos bíblicos com outros totalmente contrários a Bíblia. Apocalipse 2:14 (visto acima) pode nos indicar que os principais ensinos dos nicolaítas estavam ligados a cultos a ídolos, atrelados a práticas sexuais com objetivo de cultuar divindades (algo muito comum na antiguidade pelos pagãos).

 

(4) Na repreensão de Jesus a igreja de Tiatira, Jesus menciona uma mulher de nome Jezabel: “Tenho, porém, contra ti o tolerares que essa mulher, Jezabel, que a si mesma se declara profetisa, não somente ensine, mas ainda seduza os meus servos a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos” (Apocalipse 2:20). Alguns levantam a hipótese dos nicolaítas terem como líder essa mulher chamada Jezabel, pois os pecados relacionados são idênticos aos mencionados contra a igreja de Pérgamo, ou seja, misturar culto a ídolos com práticas sexuais pervertidas e tentar colocá-los dentro da igreja de Deus.

 

(5) Sendo assim, os nicolaítas representavam um risco à igreja de Deus quando esta permitia que seus pensamentos e práticas começassem a ser aceitos como algo natural. Isso nos leva a pensar que nos tempos atuais é muito importante que a igreja seja firme na pregação e vivência do verdadeiro evangelho, a fim de que seja como a igreja de Éfeso, que odiava tais obras e foi elogiada pelo Senhor por sua postura firme e comprometida com o verdadeiro evangelho e contra os falsos mestres.